Novidades

Resenha LORENZO – OS ESCOLHIDOS
De Elisete Duarte por Kiti Miguel.

Sabe quando você abre um livro, esperando por uma leitura agradável, e aí é surpreendida por uma história incrível? Sabe quando você torce para que os protagonistas tenham química e dá de cara com uma atração fatal como a de Lorenzo e Francine? Pois é, eu não estava preparada para a intensidade de LORENZO!

Decididamente as aparências enganam! Lorenzo chegou até mim como um playboy lindo, egocêntrico, insensível e muito seguro de si. Essa impressão foi abalada pelas minhas gargalhadas no reencontro dele com o passado. Ao entrar na adega da família de Francine, em busca de um bom vinho para celebrar a abertura do testamento de seu pai, Lorenzo tem uma grande surpresa: os quilos a mais, e as espinhas da Fran adolescente, foram substituídos por um rosto lindo e um corpão de parar o trânsito! A única coisa que não mudou foi a língua ferina e sua péssima mania de colocá-lo em seu devido lugar.

As coisas não iam bem para Francine Donovan. O problema com as videiras e a luta para não perder a guarda do irmão mais novo, Alan, após a morte de seus pais, pesavam em seus ombros. O encontro nada amistoso com Lorenzo Johnson a fez imaginar que nada de pior poderia lhe acontecer nesse dia… (coitada. Ou não!!! Kkkk)

Naquele mesmo dia, muitos termos jurídicos depois, seu destino estaria ligado ao de Lorenzo num acordo de casamento. O tormento mútuo teria a validade de 15 meses.
O solteiro convicto bem que tentou fugir do compromisso, arranjar um outro jeito de pôr as mãos em sua herança, sem sucesso. Já ela não podia se dar ao luxo de deixar escapar a oportunidade de, com um casamento estável, conquistar a guarda definitiva do seu bem mais precioso.

Posso dizer com todas as letras que nenhum dois dois, (eu menos ainda), estava preparado para o que viria a seguir. Eles eram diferentes demais! Francine, não nasceu em berço de ouro, mas sempre se viu rodeada de carinho, teve os melhores pais e, num momento difícil da adolescência foi o amor deles que a manteve de pé. Enquanto que Lorenzo teve tudo o que o dinheiro poderia oferecer, no entanto seu caráter foi moldado pela falta de afeto, pelas agressões físicas e verbais e, por fim, pelo abandono do pai. Dá pra imaginar então como ele se sentiu tendo sua privacidade invadida, por uma mulher linda e petulante, um mini gênio e uma babá que parecia conhecê-lo bem demais. Aquele trio o irritava com sua mania de abraçar e beijar o tempo todo!

E o que dizer daqueles arrepios pelo corpo, da taquicardia e a eletricidade no ar, a cada vez que estava no mesmo ambiente que sua “esposa”? Fran tambem não entendia como, mesmo desprezando tudo o que Lorenzo representa, seu corpo a traía a todo momento. Era mesmo uma atração enormeeeeee!!! (Como diria a Francine: “Caraca, que dureza!”🔥)
Tenho que confessar, embora por uma ou duas vezes eu tivesse tido vontade de enforcar o ogro, (não é clube-que-virou-adega? 😡), eu me apaixonei de verdade por ele. E me emocionei muito com a forma como a presença de sua nova “família” fez com que, sentimentos a muito enterrados em seu peito, viessem à tona. Só que, em meio a tantas sensações novas, lá estava o ciúme, que rendeu muito barraco em público kkkk, mas muitas inseguranças também, de ambas as partes. Afinal, Francine também estava apaixonada.
Mas quando se tornou impossível negar seus sentimentos, eu quase pude tocar seu felizes para sempre.

Só que, durante um encontro romântico, perfeito, com direito a dança, (só faltava tocar Love Is In The Air 😍), uma noticia chocante dá um giro de 360 graus na história! E reviravolta atrás de reviravolta, muita ação, adrenalina e sustos embalando aquele momento, de repente torna-se difícil saber em quem confiar. Mas, mesmo dando um gigantesco voto de confiança ao amor. De alguma forma, e por motivos diferentes, tanto Fran quanto Lo pressentem que nada mais voltará a ser como antes…

A distância os separa. Em um dos corações a desilusão fez morada. No outro alguns sentimentos se entrelaçavam: amor, saudade, uma grande necessidade de fazer o certo e, por último, o medo atroz de perder para sempre a pessoa amada.
Eu sabia que seria difícil, pois me coloquei no lugar dos dois. Mas, torcia tanto para que o amor e o perdão ganhassem aquela batalha! Porque era lindo demais, verdadeiro demais o sentimento que os unia, para que o rancor levasse a melhor. O ogro, que virou príncipe, merecia ser amado e a marrenta sortuda precisava arranjar novos adjetivos para o “revolucionário”, “grandalhão”, “autoritário”. (Ai, ai… kkkk)
E meu coração romântico ansiava pelo “eu te amo”.

E que declaração de amor, em plena sala de espera de um hospital, foi aquela?! Coisa mais linda!!! Amar era um salto no escuro, mas tanto Lorenzo quanto Francine confiavam que seu par estaria ali, para impedir sua queda. E foi a fé nesse sentimento poderoso que culminou num epílogo maravilhoso!!!

Obrigada autora Elisete Duarte, por essa linda lição sobre amor, perdão e família. Sobre novas possibilidades e segundas chances. Que viagem fantástica!!! 👏👏👏👏👏
Li, ameeeeeei e super indico!

Entre em contato

No momento não temos nenhum atendente disponível.

Envie sua pergunta

Click para entrar no chat